esg-tecnologia-sustentabilidade-e-consumo-consciente esg-tecnologia-sustentabilidade-e-consumo-consciente

ESG: tecnologia, sustentabilidade e consumo consciente

ESG: tecnologia, sustentabilidade e consumo consciente

Em 2015, a ONU (Organização das Nações Unidas) definiu uma agenda de ações e soluções com 17 objetivos de desenvolvimento sustentável. Entre esses objetivos estão energia limpa e acessível, água potável e saneamento, cidades e comunidades sustentáveis e consumo e produção responsáveis.

Desde então, os setores públicos e privados da economia têm investido em ações e melhorias de impacto social, como programas internos de sustentabilidade. O mercado de ações e investimentos então vem usando uma nova metodologia para categorizar e avaliar o nível de comprometimento sustentável das empresas: o ESG.

A sigla ESG – Environmental, Social and Governance (em português, Ambiental, Social e de Governança) determina alguns pilares e critérios que devem ser adotados para que uma empresa possa ser considerada positiva no âmbito sustentável e de impacto social benéfico.

O que significa ESG?

Os critérios da ESG são:

E – Environmental

Como a empresa utiliza recursos como água e energia, se responsabiliza e realiza a gestão de resíduos sólidos,  controla suas emissões de GEE (gases de efeito estufa) e contribui para a mitigação dos efeitos causados pelas mudanças climáticas, etc.

S – Social

Direitos dos colaboradores, foco na segurança no trabalho, combate ao trabalho infantil e à escravidão moderna, diversidade no quadro de funcionários, relacionamento com a comunidade, práticas leais de operação, etc.

G – Governance

Sistema de políticas e práticas pelas quais as empresas são direcionadas e controladas, que incluem a responsabilidade com sócios, acionistas e investidores, bom funcionamento do Conselho de Administração, accountability, além de critérios de ética e transparência, etc.

A partir de relatório emitidos e divulgados pelas próprias empresas, o mercado de ações avalia e determina os investimentos de companhias que prezam por produtos e serviços sustentáveis. De acordo com um estudo da Nielsen, agência de análise de dados, 73% dos millennials pagariam mais por produtos ou soluções sustentáveis, aumentando o valor de mercado dessas empresas.

O que é o consumo consciente?

A preocupação atual com a compra de produtos e serviços sustentáveis é conhecida como consumo consciente. O Ministério do Meio Ambiente define a prática como “a consciência dos impactos ambientais na hora de escolher o que comprar, de quem comprar e a maneira de usar e como descartar o que não serve mais”.

Mas como aplicar o consumo consciente no dia a dia? Existem alguns aplicativos, como o Desrotulando (disponível para Android e iOS), que fornece informações não só da composição nutricional do produto, mas também indica se a produção é sustentável e se a empresa possui impacto social positivo.

Já o app Cataki (disponível para Android e iOS) indica postos de reciclagem e catadores independentes de materiais recicláveis, agendando coletas de acordo com sua geolocalização. Segundo o app, os catadores e catadoras são responsáveis por 90% da coleta de todo o material reciclável no Brasil.

Indivíduos, empresas públicas e privadas estão cada vez mais engajados e atentos às inovações em sustentabilidade, dando preferência a produtos e serviços com impacto social positivo tanto para a sociedade quanto para o meio ambiente.

Fonte: Dialogando - ESG: tecnologia, sustentabilidade e consumo consciente (2020)

Deixe uma resposta

O campo mensagem deve conter pelo menos 3 caracteres
ESG: tecnologia, sustentabilidade e consumo consciente 2020-09-11 17:05:25
Newsletter

Receba nossas notícias e fique por dentro de tudo ;)