https://dialogando.com.br/seguranca/selfies-mais-seguras https://dialogando.com.br/seguranca/selfies-mais-seguras

Selfies mais seguras

Selfies mais seguras

As redes sociais e as selfies conquistaram internautas em todo o mundo por se apresentarem como um espaço de interação e relacionamento. Elas aproximam quem está longe, promovem reencontros com contatos do passado e possibilitam conhecer novas pessoas.

Diante dessa ampla rede, crianças e adolescentes ficam maravilhados com as infinitas possibilidades de notar e ser notado e publicam inúmeras selfies*.

Mas especialistas alertam que é preciso cuidado ao fazer selfies e se exibir nas redes já que nunca podemos ter certeza absoluta de quem poderá ver, gravar e usar essas imagens, mesmo quando usamos aplicativos mais privados como aqueles de mensagens diretas tipo WhatsApp e Telegram.

Dois dos maiores riscos são o de aliciamento sexual infantil online e de cyberbullying, que é intimidação e humilhação públicas que podem ser repetitivas na web.

É um direito de todos se expressar livremente na web, mas fazer boas escolhas em relação ao que se compartilha é fundamental para preservar a intimidade e não se arrepender com as consequências da exposição. É preciso entender que a Internet é um espaço público e tem um potencial de disseminação viral.

Para evitar esse tipo de problema, os pais podem orientar os filhos a usar as configurações de privacidade para compartilhar seus álbuns de selfies apenas com amigos.

“Uma vez que esses arquivos vão parar nas mãos de pessoas mal intencionadas, perde-se totalmente o controle sobre esse material. Corre-se o risco, inclusive, de essas imagens alimentarem sites de pornografia”, alerta Thaís Ribeiro, especialista em Direito Digital.

Evite a exposição desnecessária nas selfies:

  • Proteja as informações íntimas e sensíveis com um programa de criptografia e não salve em contas de e-mails ou outros dispositivos sujeitos a invasão.
  • Não deixe essa imagem no controle de outra pessoa, guarde com segurança apenas para você.
  • Mesmo usando aplicativos que prometem destruir a foto depois do envio, quem recebe a imagem pode salvá-la, fotografá-la ou usar outros aplicativos que a guardam no celular.
  • Pense bem antes de se fotografar em situações muito íntimas e/ou constrangedoras como banheiro e etc. Estas imagens podem ser usadas em contextos muito diferentes, como sites bizarros ou por pessoas inescrupulosas.
  • Adolescentes e jovens de hoje terão filhos e casarão no futuro próximo. O que eles achariam se seus filhos, esposa ou marido vissem selfies de nudez e sexo de sua adolescência na internet?
Fonte: Dialogando - Selfies mais seguras (2015)

Deixe uma resposta

O campo mensagem deve conter pelo menos 3 caracteres
Selfies mais seguras 2020-02-06 12:13:23
Newsletter

Receba nossas notícias e fique por dentro de tudo ;)