eleicoes-e-fake-news-como-identificar-e-denunciar-informacoes-falsas eleicoes-e-fake-news-como-identificar-e-denunciar-informacoes-falsas

Eleições e fake news: como identificar e denunciar informações falsas

Campanha: Fake News

Eleições e fake news: como identificar e denunciar informações falsas

Embora o termo tenha ficado conhecido recentemente, as fake news não surgiram com a chegada da internet, no entanto, hoje, as notícias falsas ganham muito mais proporção por conta da facilidade em propagá-las pelas redes sociais.

Com a proximidade da época de eleições, a tendência é um aumento na quantidade de informações falsas, compartilhadas no ambiente digital. De acordo com pesquisa do laboratório de cybersegurança Psafe, durante as eleições de 2018, as fake news aumentaram em 61%, comparado a 2019 – um ano sem eleições no país.

Já segundo o instituto Ipsos, 82% dos brasileiros acreditam que as fake news compartilhadas em 2018 tiveram influência no resultado das eleições.

Para combater esse fenômeno, o TSE lançou a campanha #EuVotoSemFake, com o objetivo de conscientizar os eleitores sobre o papel que eles têm na divulgação de informações verdadeiras durante as eleições municipais de 2020 e sobre como podem se juntar à Justiça Eleitoral no combate à desinformação.

Como denunciar fake news à Justiça Eleitoral

Como parte da campanha #EuVotoSemFake, o TSE está disponibilizando alguns canais para denúncias:

Pardal

O Pardal é um aplicativo criado para incentivar os cidadãos a atuarem como fiscais da eleição no combate à propaganda eleitoral irregular. Após baixar a ferramenta, o cidadão poderá fazer fotos ou vídeos e enviá-los para a Justiça Eleitoral. O estado informado pelo denunciante como local da ocorrência ficará encarregado de analisar as denúncias.

WhatsApp

O aplicativo criou um canal específico com o TSE para diálogo e denúncias. Pela primeira vez, nas eleições deste ano, o disparo de mensagens em massa com conteúdo político e propaganda eleitoral foi proibido pela Justiça Eleitoral. Para denunciar essas mensagens ao TSE pelo WhatsApp basta adicionar o número +55 61 9637-1078 na sua lista de contatos e iniciar uma conversa.

Ministério Público Eleitoral

Podem ser noticiadas ao Ministério Público Eleitoral (MPE) irregularidades que ocorrem no período das eleições ou fora dele, em âmbito nacional, estadual e municipal. Ao identificar um ato de corrupção eleitoral, o eleitor deve obter provas – podem ser testemunhas, fotos, vídeos, áudios, objetos, documentos e outras – e informá-las diretamente aos procuradores regionais eleitorais ou aos promotores eleitorais. Confira aqui a lista completa dos órgãos do MPE de acordo com seu estado.

Facebook, Instagram, Twitter e TikTok

Para denunciar qualquer notícia falsa veiculada nessas redes sociais, é preciso reportar a postagem em questão que viola as leis vigentes, segundo o TSE, dentro da própria plataforma. Infelizmente, ainda não há uma opção específica para fake news ou desinformação; no entanto, se o conteúdo violar as regras das plataformas, pode ser denunciado.

É nosso dever, denunciar e não compartilhar informações falsas na internet, mas para combater a propagação das fake news, é necessário entender como comprovar sua veracidade e quais elementos denunciam as mentiras.

No vídeo Fake News: como descobrir se uma notícia é verdadeira ou não, convidamos Alice Aquino, influenciadora e youtuber, e Luiza Bodenmüller, jornalista do site de checagem de notícias Aos Fatos, para ensinar como identificar uma notícia falsa. Você pode conferir, clicando aqui. 🙂

Fonte: Dialogando - Eleições e fake news: como identificar e denunciar informações falsas (2020)

Deixe uma resposta

O campo mensagem deve conter pelo menos 3 caracteres
Eleições e fake news: como identificar e denunciar informações falsas 2020-11-13 12:58:05
Newsletter

Receba nossas notícias e fique por dentro de tudo ;)