Descomplicando a Tecnologia: senhas e autenticação em dois fatores

Descomplicando a Tecnologia: senhas e autenticação em dois fatores

Campanha: Descomplicando a Tecnologia

Descomplicando a Tecnologia: senhas e autenticação em dois fatores

Senhas são a primeira camada de segurança em seus dispositivos e contas. Por isso, especialistas em ciência da computação e segurança digital recomendam utilizar senhas diferentes para cada rede social, conta de e-mail e internet banking.

Já a autenticação em dois fatores é uma camada extra de segurança na internet, presente em algumas redes sociais e serviços, como Google e Gmail, para garantir a proteção de dados pessoais contra ataques de hackers e malwares (quando ocorre uma invasão mal-intencionada em contas pessoais de indivíduos).

Um exemplo bem comum de autenticação em dois fatores é o envio de um código, via mensagem de texto (SMS) para o número de celular cadastrado na conta. O código precisa ser informado no momento de login, junto com o nome de usuário e senha, para certificar que o acesso está sendo realizado pelo dono da conta.

De acordo com o Google, em 2019, a autenticação em dois fatores conseguiu barrar de maneira eficaz até 96% de ataques e invasões a contas de usuários, porém menos de 10% dos usuários do Gmail (serviço de e-mail do Google) utilizam a função de autenticação em dois fatores.

Senhas: como proteger suas contas?

Senhas que misturam números, letras e símbolos são consideradas senhas fortes, ou seja, mais difíceis de serem hackeadas. O tamanho da senha também tem um papel importante na segurança: quanto maior ela for (com mais caracteres), mais segura ela será.

Empresas de segurança digital costumam usar programas que simulam ataques de hackers e invasões, justamente para providenciar soluções contra estes mesmos ataques. Usando um desses programas, foi possível descobrir que uma senha com nove caracteres, por exemplo, leva duas horas para ser hackeada. Já uma senha com 12 caracteres leva mais de um século para ser descoberta!

Veja mais dicas sobre senhas no vídeo abaixo:

Autenticação de dois fatores: como ativar?

Para configurar a autenticação em dois fatores em sua conta do Facebook, acesse as configurações de segurança e login. Em seguida, acesse a opção usar autenticação de dois fatores e clique em Editar. Escolha o método de segurança que deseja adicionar e siga as instruções na tela.

Para ativar a função no Instagram, acesse seu perfil e clique em Configurações. Clique na opção Segurança e escolha autenticação de dois fatores. Clique em Iniciar para configurar o envio por meio de código SMS. Caso sua conta não tenha um número de telefone confirmado, você precisará inseri-lo. Depois de inserir o número de telefone, toque em Avançar.

Para ativar a autenticação em dois fatores em suas contas do Google, acesse o menu Minha Conta. Em seguida, acesse a opção Login e Segurança e escolha a opção Verificação em Duas Etapas. Caso sua conta não tenha um número de telefone confirmado, você precisará inseri-lo. Depois de inserir o número de telefone, toque em Avançar.

Para saber mais sobre autenticação em dois fatores, confira o vídeo abaixo ou acesse nossa matéria clicando aqui.

É importante lembrar que nunca se deve anotar as senhas em papéis, e-mails, aplicativos de mensagem ou de anotações. Existem serviços como o 1password, que são capazes de proteger suas senhas com segurança, por meio de criptografia!

Fonte: Dialogando - Descomplicando a Tecnologia: senhas e autenticação em dois fatores (2020)

Deixe uma resposta

O campo mensagem deve conter pelo menos 3 caracteres
Descomplicando a Tecnologia: senhas e autenticação em dois fatores 2020-10-14 16:57:40
Newsletter

Receba nossas notícias e fique por dentro de tudo ;)