compartilhamento-de-imagens-íntimas-por-adolescentes compartilhamento-de-imagens-íntimas-por-adolescentes

Compartilhamento de imagens íntimas por adolescentes

Compartilhamento de imagens íntimas por adolescentes

Em 2014, dos 1.225 pedidos de ajuda atendidos pela Safernet, 222 eram relacionados ao sexting – nome que, dentre muitas definições, inclui o envio de imagens de nudez e sexo sem consentimento. Em relação ao ano anterior, o compartilhamento de imagens íntimas cresceu 120%, principalmente entres os adolescentes. Mas por que essa prática vem crescendo, principalmente nessa faixa etária?

De acordo com a psicóloga Juliana Cunha, coordenadora do Helpline da Safernet, a resposta está na facilidade de acesso à tecnologia e no crescimento da internet móvel, como um todo. Os casos que envolvem o vazamento de imagens íntimas existem há bastante tempo, mas esses fatores ajudaram a criar oportunidades que antes não existiam.

A exposição do corpo na adolescência é um fator comum e está relacionado ao desenvolvimento sexual dessa fase. No ambiente online, essa máxima se espelha, com jovens conversando sobre sexualidade e consequentemente, exibindo, observando e buscando conteúdos sobre o próprio corpo ou o do outro.

As imagens tiradas podem ser uma forma de auto-avaliação também, já que segundo Juliana Cunha, “às vezes, essas fotos não são tiradas com o objetivo de ser compartilhadas”. Porém, se essa é uma forma natural de expressar o desenvolvimento da própria sexualidade, como lidar com o perigo dessas situações?

“É natural os pais terem dificuldades para entender a sexualidade dos filhos, principalmente dos mais novos. Para os adolescentes, a questão do compartilhamento de fotos é algo mais natural. Alertar para as consequências é importante, mas coibir é pouco funcional”, afirma Juliana.

A psicóloga diz que é preciso ter cautela, principalmente quando se fala de menores de idade. “Tem de haver um equilíbrio entre liberdade e proteção. É importante criar condições de proteção”, diz ela.

Cunha explica ainda que, o ideal seria que quando é tomada a decisão de tirar a foto, a consciência sobre as possíveis consequências acompanhasse o raciocínio. Essas imagens ao serem compartilhadas com alguém que não respeita a privacidade podem se espalhar e chegar a colegas, familiares e professores, o que causa o constrangimento.

Juliana afirma que existem casos de jovens expostos que acabam tendo que mudar de escola ou até mesmo de cidade. “Muitas vezes, o que acontece é um julgamento moral, em que se joga a culpa em cima da vítima, causando sofrimento em casa e na escola”, diz ela.

Vingança

Um dos problemas mais sérios relacionados ao sexting é o chamado revenge porn. O termo define situações em que o vazamento de fotos íntimas tem a intenção de fazer vingança, seja pela ruptura de relacionamentos ou brigas entre as partes envolvidas. “Existem também casos em que a pessoa de posse das fotos chantageia a vítima, pedindo mais imagens sob a ameaça de divulgar as que já tem”, explica Juliana.

Ela também esclarece que o sexting é hoje um problema de gênero. “Tanto meninos como meninas produzem e compartilham imagens íntimas, mas são as mulheres quem mais sofrem e pedem ajuda. Em 2014, 81% dos casos atendidos as vítimas eram mulheres, contra 16% de homens e 3% não identificados”.

No Brasil, a partir de setembro de 2018 virou crime compartilhar, publicar, vender imagens e vídeos de sexo, nudez ou pornografia sem consentimento. As novas regras fazem parte da lei que torna importunação sexual crime. Quem infringir as normas de privacidade pode cumprir pena de um a cinco anos de prisão e, caso o criminoso tenha tido qualquer tipo de relação íntima com a vítima, a pena pode ser ainda maior.

Pornografia infantil é crime

Quando a vítima é menor de 18 anos, o caso se torna crime de pornografia infantil. “Basta possuir fotos de menores, sem precisar ter enviado necessariamente, para configurar como infração”, diz ela. E o problema é que nem sempre há o entendimento por parte dos mais jovens de que eles podem estar cometendo um crime.

A solução, de acordo com ela, passa necessariamente pela educação. A escola pode ser a mediadora dos casos e é muito importante agir rapidamente. Assim que souber de um vazamento, os educadores devem reunir os envolvidos para retirar as fotos da internet imediatamente, antes que elas se espalhem. “Quando o diálogo se esgota, a saída é levar o caso ao Ministério Público”, diz ela.

O Helpline da Safernet orienta pais, crianças e adolescentes em casos relacionados ao sexting. O atendimento pode ser feito por chat ou por e-mail, saiba mais clicando aqui.

Dicas:

  • Sempre pense duas vezes antes de enviar imagens íntimas. Evite fazer por impulso;
  • Está em dúvida? Não envie.
  • Se assim mesmo resolver fazer, desative o backup automático dos seus dados. Isso impede que uma cópia seja feita sem que você perceba;
  • Nunca envie por e-mail ou por redes sociais. Evite guardar fotos em sites;
  • Tenha sempre senhas seguras (leia mais).
  • Compartilhar nudes dos outros sem consentimento é crime!

Evolução dos pedidos de ajuda no casos de “sexting”

O gráfico abaixo mostra o aumento progressivo do casos relacionados ao sexting que foram atendidos pelo Helpline da Safernet desde 2007.

helpline

Fonte: Safernet Brasil

Quer saber mais? Assista à entrevista exclusiva que o médico-psiquiatra Jairo Bouer deu ao Dialogando, na qual ele fala sobre sexualidade na era digital e conteúdos inadequados para crianças e adolescentes, clique aqui e confira!

Fonte: Dialogando - Compartilhamento de imagens íntimas por adolescentes (2016)

Deixe uma resposta

O campo mensagem deve conter pelo menos 3 caracteres

Comentário(s)

  • Guia

    12/02/2019 20:34

    Seus artigos são bem informativos, vendo que muitas pessoas buscam informações relevantes, muito bom quando encontramos conteúdo de qualidade como esse, parabéns.

    • Dialogando

      18/02/2019 18:21

      Obrigado! :)

  • FELICIANO ADYR TRATZ

    16/08/2018 12:18

    EXCELENTE. Veja a minha opinião porque isso e muito mais está acontecendo. Lembro-me perfeitamente que até 1960 a SENSURA BRASILEIRA era rígida, muito rígida daí foram surgindo interesses diversos como meios de ganhar dinheiro (GANHAR O INFERNO ISTO SIM), gente sem escrúpulos, políticos sem escrúpulos e por aí adiante, com leis aprovadas pelo Congresso Nacional, as regras da proibição foram e estão sendo abandonadas, até os DIREITOS DO CIDADÃO está corrompido, pode-se de tudo. Se houvesse mais incentivo à educação religiosa com certeza o Brasil teria uma educação mais responsável. Lembro-me também, por volta de 1980 quando o tráfico de drogas estava se alastrando entre várias nações, alguém alertou o Brasil, nossa (não minha) nossa nação estava sendo invadida pelo tráfico de drogas mas, nossas autoridades, deram como resposta que no Brasil isto não iria acontecer. A atual Constituição Brasileira baniu das escolas a obrigatoriedade da educação religiosa escolar e, com a falta dessa educação, a IMORALIDADE COMPLETA se desencadeou por esse Brasil afora. Sabe (em) eu gostaria sim que, não só o Brasil, outros países também, respeitassem um pouco mais o seguinte mandamento da Lei de Deus pregado por Jesus Cristo: "AMAR UNS AOS OUTROS COMO EU VOS AMEI E AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO" bastava e continuava bastando que somente isso será o suficiente para diminuir o que a Censura Pública Brasileira e o Congresso Nacional refletisse melhor no momento de aprovações das nossas leis

  • Eraldo Ferreira

    14/08/2018 13:49

    Ainda ontem foi postado parte de um vídeo de uma festa funk onde ao menos uma menor "dançava" mexendo os quadris de forma a simular atos lascivos e indecentes. Quais medidas para reprimir e acabar com essa indecência?

  • dirceu kroth

    13/08/2018 11:30

    Isto está acontecendo porque as pessoas estão se esquecendo de Deus. Nas famílias não existe mais aqueles momentos de oração, os pais mais ocupados em resolver problemas financeiros, comprar carros da moda, adquirir bens, ter celulares do último tipo, vida social intensa, e se esquecem de que sem Deus, a humanidade vai cada vez mais sendo depreciada, enlameada, os vicios e futilidades cada vez mais vão proliferar, e acabando com a moral, ética, senso de honestidade e pudor.

  • Marcos

    10/08/2018 02:15

    Deveria ter um jeito de compartilhar um vídeo e sair da página da galeria e o vídeo continuar sendo enviado

  • Edinaldo

    09/08/2018 02:48

    Excelente mensagem é muito esclarecedora, precisamos como pais estarem atentos e fiscalizarem os adolecentes controlando o uso da internet e.

  • reinaldo

    08/08/2018 13:12

    serve para os desbercebido

  • GILBERTO SILVEIRA

    06/08/2018 12:49

    O MEU RECADO É O SEGUINTE. OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO NÃO DEVERIAM DEIXAR PUBLICAR QQUER TIPO DE NUDEZ OU SEXO. PARA QUE OS MENORES NÃO TENHAM ACESSO TANTO VISUAL COMO ESCRITO . OBRIGADO PELA OPORTUNIDADE DE EXPOR MEUS PENSAMENTOS .

  • Aparecido

    05/08/2018 23:42

    Parabéns

    • Dialogando

      07/08/2018 18:13

      Obrigado, Aparecido!

  • Lara

    31/07/2018 06:55

    Bom,eu tenho 13 anos e enxergo o que adolescentes estão fazendo,eu só queria dizer que eu amaria que todas as fotografias de nudez de animais e crianças paracem de viralizar a internet,essas pessoas irresponsáveis,argh,às vezes há pessoas que recebem e ainda por cima vão lá e postam então o nome disso é:não se valorizar,irresponsabilidade e etc...

    • Dialogando

      03/08/2018 20:58

      É verdade, Lara. É preciso ter responsabilidade com o conteúdo compartilhado, né? Obrigado por seu comentário!

  • DOM LOPES

    26/07/2018 19:57

    A SOCIEDADE ESTÁ SENDO CORROÍDA EM SEUS VALORES.....ESSA NOVA GERAÇÃO VEIO CARREGADA DE PENSAMENTOS E IDEIAS CONTRÁRIAS AOS PRINCÍPIOS DA ÉTICA,RESPONSABILIDADE,SENSIBILIDADE E VALORIZAÇÃO DA VIDA!!

  • Jairo.

    25/07/2018 13:48

    O nosso pais está em franca decadência nas questões gerais de moral e civilidade. Quando o povo colocar como governante um Presidente moralista, ele saberá por certo como acabar com essa sem-sem-vergonhice dos jovens.

  • José Enivaldo Oliveira

    24/07/2018 15:41

    Só gostaria de que a pornografia, tanto infantil, quanto a que usam animais, fossem banidas da internet! Faço um apelo às autoridades, façam alguma coisa por nós, pelo amor de Deus!

  • Priscilla

    16/07/2018 14:58

    E uma verdadeira tristeza ver nossos jovens expostos a isto, uma falta de limites e pudor isto tudo começa nas famílias, falta tudo temor a Deus, aos pais, respeito pelo corpo, dignidade.

  • marcos rodrigues

    16/07/2018 05:10

    deveria criarem um programa que impedissem qualquer imagem pornográfica na inernet, caso não seja acessada por e-mails cadastrados e localizados

  • José Carlos MARCENal Lopes

    14/07/2018 16:35

    Realmente é uma matéria importante, mais temos que conscentizar a família, os verdadeiros cuidadores destes jovens que por vários motivos não investem na educação dos seus filhos, pois o ter para eles é mais importante do que o ser, é mais fácil dar para eles do que ensina-Los a conquistar, dar limites a seus filhos, requer atitude ou ação, como quiserem colocar; a escola pode ajudar neste aspecto, mais para isso o jovem tem que chegar educado neste estabelecimento de ensino, pronto para ser intelectualizado, com certeza a escola não vai conseguir nada se estes jovens chegarem deturpados na sala de aula. A família é a ferramenta importante para estas ações, é com certeza é insubstituível para prepará-los.

  • Lourdes

    09/07/2018 22:00

    Verdade o pudor sumiu e ficou muito sério,as crianças sem inocência eu lembro que eu tinha 11 anos e nunca se via ninguém pelado hoje é todos nu sem sensura na TV muita depravação .

  • Rebeca

    08/07/2018 09:55

    Não quer ser exposto, não faça vídeos assim. Pronto. Qq. Pessoa sabe que SEMPRE tem alguém vendo.

  • Francisco

    08/07/2018 05:15

    Os cristãos não tem esses problemas, eles observam o sexto mandamento da lei de Deus.

  • diego

    02/08/2017 02:15

    Oi Gente, estou fazendo uma visitinha por aqui. Gostei bastante do site, vou ver se acompanho toda semana suas postagens Gosto muito desse tipo de conteúdo um Abraço :)

Compartilhamento de imagens íntimas por adolescentes 2020-01-20 12:59:04
Newsletter

Receba nossas notícias e fique por dentro de tudo ;)