internet positiva internet positiva

Empatia digital: comportamentos e ações em busca de uma internet positiva

Empatia digital: comportamentos e ações em busca de uma internet positiva

Cyberbullying, discriminações, relacionamentos abusivos, sextorsão, compartilhamento de imagens íntimas e discurso de ódio são alguns dos comportamentos nocivos presentes no ambiente digital. Entre março e julho de 2020, o canal de denúncias da ONG SaferNet registrou aumento significativo, comparado ao mesmo período do ano anterior, em reclamações sobre violência contra mulheres (aumento de 116%), homofobia (173%), apologia e incitação a crimes contra a vida (96%) e racismo (245%).

Situações como as citadas acima não só configuram um comportamento nocivo, como são consideradas crimes digitais, corroborados por duas leis vigentes no Brasil:

  • Lei n° 12.737 de 2012: onde se tipificam os crimes cibernéticos, como invasão de computadores e dispositivos com intenção de obtenção e vazamento de dados;
  • Lei n° 12.965 de 2014: também conhecida como Marco Civil da Internet, que garante a inviolabilidade da intimidade e da vida privada, sua proteção e indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação.

Apesar da existência de tais leis, a definição de crimes digitais segue em desenvolvimento, acompanhando as tendências e inovações tecnológicas e, por consequência, novos comportamentos nocivos que surgem a cada nova tendência.

Por isso, antes de considerar vias legais e jurídicas, é preciso focar na origem destes comportamentos, ou seja, no usuário. Comportamentos positivos na internet, desde os mais simples, podem tornar os ambientes digitais, como as redes sociais, em espaços seguros e livres de discriminação.

Comportamentos positivos no ambiente digital

Com alguns comportamentos simples e rotineiros, é possível transformar, aos poucos, a internet em um ambiente seguro e benéfico. Tais comportamentos podem servir de exemplo para pessoas mais novas ou até mesmo usuários com pouca familiaridade com o ambiente digital, que estejam aprendendo a interagir virtualmente:

  • Mantenha sempre suas configurações de segurança atualizadas e demonstre como fazer, sempre que possível, para crianças e pessoas mais velhas;
  • Pense antes de postar qualquer coisa! Pergunte a si mesmo se a mensagem ou comentário é construtivo, ou não, e se irá afetar negativamente o destinatário;
  • Não se esconda atrás do seu perfil na rede social. Lembre-se que as redes não são anônimas e sua reputação on-line pode durar por muito tempo. Evite expressar pensamentos que você não expressaria fora das redes.
  • Crie uma regra pessoal sobre amizades on-line. Evite se conectar com desconhecidos caso vocês não possuam um relacionamento prévio fora das telas. Esta recomendação ajuda a criar limites no ambiente digital.
  • Compartilhe tópicos e assuntos positivos, entre amigos e familiares, iniciando uma conversa saudável sobre o assunto.
  • Promova debates respeitosos e saudáveis com pessoas que tenham opiniões diferentes que as suas, agindo no ambiente virtual como estaria agindo em uma conversa presencial.
Fonte: Dialogando - Empatia digital: comportamentos e ações em busca de uma internet positiva (2021)

Deixe uma resposta

O campo mensagem deve conter pelo menos 3 caracteres
Empatia digital: comportamentos e ações em busca de uma internet positiva 2021-02-15 16:55:08
Newsletter

Receba nossas notícias e fique por dentro de tudo ;)